segunda-feira, 11 de agosto de 2008

Mulholland Dr.

Silencio.
No hay banda.
No hay orquestra.

3 comentários:

mya disse...


vi esse "Jules e Jim" na locadora hoje, quase peguei.. mas aí não tinha. vou confessar uma coisa, eu tenho preguiça de mulher excentrica, acho que começaria a fica rocm raiva do filme. eu peguei três filmes hoje, tava empolgada, aí briguei com um amigo e talz e desanimei. dois são de amor: "a história de nós dois" e "once". o segundo eu tneho a trilha sonora há muito tempo e ouço todos os dias. passie p ese amigo, então por isso que desanimei de vê-lo. além de ter ficado p baixo com essas coisas de amor, e blá blá blá. não vou dramatizar aqui não tá.. hahahah.. já fiz isso no blog da winnee..
prazer, eu sou a mya.
;*

Lua num instante comum disse...

Prazer, Mya. No "Jules e Jim", primeiro me apaixonei pela Catherine, mas depois ela me cansou também. "A história de nós dois" lembra muito "Amor em 5 tempos". Ah, e depois me conte se "Once" (é aquele que traduziram como "Apenas uma vez"?)é legal...

Anônimo disse...

Mulholland Drive! Filmaaaaçoww!! Salve David Lynch! Muita gente não entendeu esse filme, mas o que essa muita gente não entende é que existem filmes que não são feitos para serem "entendidos", apenas "assistidos"...

bjuss


F.M.