segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

Fujam!

O que é essa sensibilidade aguçada que nos domina vez ou outra, fazendo com que até um comercial da Suipa - se é que ainda passa - nos deixe em prantos? Ou uma vontade incontrolável de "dizer umas verdades" para aquela pessoa que se ia levando em banho-maria há meses? Isso sem falar num desejo ensandecido de devorar a maior quantidade de açúcar possível... Podendo aparecer junto com uma dor de cabeça ou cólica insuportáveis, esses costumam ser os sintomas da célebre TPM, ou Tensão Pré-Menstrual. 

Pobrezinha dela. Desde que o fênomeno - sim, porque ela pode se assemelhar a uma força da natureza - se popularizou que começou o abuso. A TPM virou desculpa para mulheres no mundo todo fazerem besteira ou manha e culparem seus ciclos menstruais. Ou mesmo uma saída fácil para os homens resolverem suas dúvidas sobre o comportamento feminino. "Pô, ela não falou comigo a semana toda só porque eu olhei pra bunda da prima dela...deve ser TPM". Para esses, a melhor resposta seria a camiseta que eu vi há uns tempos, em que havia escrita a singela frase: "Não é TPM. É você."

Já dizia o sábio: nesses momentos, só chocolate, paciência de jó e Atroveran expulsam os demônios das pessoas.

Um comentário:

Winnee Louise disse...

Eu não sou dada a frescurinhas, na TPM (e também fora dela eventualmente) fico violenta. Acho super válido.